­

Gracio logo 2019 loja

Carrinho vazio
Narrativas de vida: saga familiar & sujeitos transclasses
20,00 €

O ponto central do livro (que reúne narrativas de vida a estudos sobre saga familiar) está no conceito de transclasse, criado pela filósofa francesa Chantal Jaquet, mas aqui examinado sob um prisma discursivo e na perspectiva de uma autora brasileira.

No livro, relatos de diferentes indivíduos que-se-contam receberão um olhar crítico que busca desvendar a força/influência da saga familiar em suas vidas. A autora observa os dramas gerados por tais influências (e outras, similares) nos narradores que sentem na própria pele os problemas gerados pelas diferenças de classe em seus caminhos vivenciais. Surgem então divisões identitárias, neuroses, medos e desejos de fuga ou de revolta nesses seres que não se sentem bem nos caminhos que, de certo modo, lhes foram impostos. Para enfrentar uma “travessia” que poderá levá-los de uma classe para outra terão que afrontar muitos preconceitos e dificuldades. Existe, na maior parte dos seres transclasses, uma forma de resiliência. Sem dúvida, ela lhes dá coragem para seguir em frente, depois de muito sofrimento e, encontra-se com o desejo daqueles que buscam libertar-se de dogmas que lhes foram impostos. Mudar de vida e ter a coragem de colocar tais mudanças por escrito pode levar alguns transclasses a superar antigas mágoas ou pelo menos a melhor suportá-las: o ato de narrar-se converte-se então em uma forma de liberação ou mesmo em uma forma de “exorcismo”.

Para realizar este livro a autora aprofundou-se na literatura que mostra a diferença entre autobiografia e narrativa de vida, que pode aparecer colada à autoficção e mesmo à escrivivência.

­
© 2010-2020 Grácio Editor | Livraria online